Home      Sobre o WebAdmin       Soluções       Parceiros       Notícias        Suporte       Contato
WebAdminNews
WebAdmin Site
WebAdmin Portal


 

Home » Artigos

Preferencia dos eleitores pela web vai determinar campanha eleitoral online mais forte
- emarket

A internet vai se destacar nas eleições brasileiras de 2010. Uma pesquisa nacional do DataSenado ouviu 1.088 eleitores nas 27 capitais e mostrou que a internet já é o segundo meio de comunicação mais usado pelo cidadão para informar-se sobre política, atrás apenas da TV. Dois em cada três entrevistados consideram que a web terá grande impacto no próximo pleito, sendo que entre os cidadãos que usam regularmente sites de notícias e participam de redes sociais (Orkut e Twitter, por exemplo), esse percentual sobe para 64%.

O levantamento do DataSenado concluiu também que, entre os meios de comunicação, a internet é o 2o veículo mais usado pelo cidadão para informar-se sobre questões políticas. A TV foi, de longe, o veículo mais usado (67%), mas a internet apareceu em 2o lugar com 19%. O segmento "jornais e revistas" surgiu em terceiro, com 11% e o rádio é preferido por apenas 4% dos entrevistados.

Quase metade dos entrevistados (46%) acredita que a principal vantagem da internet nas eleições será a troca de informações e idéias entre os eleitores. A possibilidade de facilitar a comunicação entre candidatos e eleitores aparece em segundo lugar, com 28%, o mesmo percentual dos que responderam "divulgar as propostas dos candidatos". Os entrevistados que disseram usar a internet diariamente somaram 58% dos respondentes; 78% acessam sites de notícias e 53% participam de alguma rede social, como Orkut ou Twitter.

Partidos começam a planejar campanha na internet
Atentos a essa realidade de utilização cada vez maior da internet, os partidos e suas agências de publicidade estão direcionando verbas maiores para a mídia online. A idéia é planejar as estratégias para colocar a campanha na rede, investindo mais em tecnologia e terceirizando serviços com objetivo de apresentar as melhores armas e colher mais benefícios na guerra virtual que vai acontecer nos próximos meses. Certo, por enquanto, é que todos pretendem marcar presença em sites, blogs, redes de relacionamento e criar bancos de dados para abastecer os eleitores.

O fato é que na próxima campanha, todos os partidos que quiserem fazer uma boa comunicação com os eleitores terão de usar a internet e principalmente as redes sociais.


 

Home   CMS - WebAdmin   Produtos   Suporte   Contato